A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

30 abril, 2008

Vacas Gordas

"Automóvel: nove em cada dez carros são mais caros em Portugal do que nos parceiros europeus da Zona Euro."

in ' Público '


"Os preços dos combustíveis deverão aumentar hoje à meia-noite 3 cêntimos o gasóleo e 2,1 cêntimos a gasolina sem chumbo 95, segundo números divulgados hoje pela Associação Nacional dos Revendedores de Combustíveis que considera a subida 'escandalosa'.

'Só assim é que as pessoas verão de facto o que se está a fazer', concluiu Augusto Cymbron, dizendo ainda que o Governo fecha os olhos a estas subidas porque representam mais receita, através do IVA, para os seus cofres."

in ' Público '


"A Royal Dutch Shell, a maior petrolífera da Europa, anunciou hoje uma subida de 25% nos lucros do primeiro trimestre do ano para os 9,08 mil milhões de dólares [5,81 mil milhões de euros] devido aos preços recorde atingidos pelo petróleo e aos mais altos preços do gás natural."





Não fora dar-se o caso de Portugal ser um dos países mais ricos da Europa, quiçá do mundo, pois nesta como em muitas outras coisas havemos sempre de ser os melhores e os maiores, e bem poderíamos estar hoje a braços com a grave crise económica em que os restantes países se encontram já mergulhados.

Vale-nos a abastança que a governação do nosso querido Zé Sócrates vem proporcionando aos cidadãos deste país. Os trabalhadores em geral são hoje dos mais bem pagos da Europa - e do mundo, convém não esquecer - e os tempos são de abundância, de estabilidade, de justiça e paz social. De vacas gordas, portanto!

Não admira por isso que em Portugal os preços dos combustíveis sejam dos mais altos da Europa, que os automóveis sejam dos mais caros da Europa, que os impostos directa ou indirectamente pagos pelos cidadãos sejam dos mais altos da Europa, e assim por aí adiante...

Admira é que os governos - lá fora, obviamente - não estejam de olho atento nas petrolíferas que aproveitam estes tempos de crise para amealharem lucros estapafúrdios à custa da especulação vergonhosa que vêm praticando e de que vamos tendo notícia! Coisa impensável, por cá...


32 comentários:

J. Stocker disse...

Parabéns pela ironia!

Um abraço grande, um bom feriado!

MPS disse...

Caríssima PV

E depois do que disse, que sobra dizer-se? Apenas que, lê-la, é um prazer cada vez maior.

Um abraço

Jorge P.G Sineiro disse...

Hoje, 1º de Maio, não trabalho e por isso, não comento, peço desculpa.
Apenas passo para deixar um abraço e a todos os trabalhadores.
Bom Dia de Festa! Viva a Liberdade responsável!
SEMPRE!
QUEIRA OU NÃO QUEIRA O PAPÃO!
Jorge P.G.

poesianopopular disse...

Amiga PV
Tem toda a razão! Isto não pode ser levado a sério, porque isto é mau demais, somos tratados como deficientes mentais, por estes pirilampos que nos encandeiam, e não é que hoje anunciaram que;estavam 25 mil a apoiar a UGT no Rossio...-é possível sim senhor, são os futuros pirilampozinhos.
Abraço
Manangão

Eduardo Maio disse...

Se os combustíveis estão caros não vou ficar de braços cruzados à espera que eles baixem, vou antes a http://www.maisgasolina.com/combustivel-mais-barato/ e abasteço onde é mais barato.

As grandes recentem-se, e indirectamente baixam os preços, ou pensam que aqueles descontos aos fins de semana para todos os clientes apareceram porquê?

meg disse...

Amiga Porka (ficas muito mais chique com o acordo ortográfico, bolas!
Sabes porque ando com os "fusos" alterados, assnto arrumado.
Agora vou só relatar um caso.
Tenho há 3 dias cá em casa um amigo que veio de Londres onde vive (é português) e que tem uma mania... interrogar os ingleses na rua. Desta vez o tema foi o nível de vida dos portugueses. Senta-te Porka com Kapa.
Os portugueses, sim vamos lá (a maior parte deles), achamos que é um povo que vive bem, de norte a sul os restaurantes cheios, a noite muito frequentada, carros topo de gama, estradas muito boas,
um país em que (perante a não anuência do meu amigo) aparentemente pelo menos, os sinais sºao de que se vive bem!!!!
Sem comentários!
UM XI PA TI e um óptimo fim de semana

Porca da Vila disse...

Olá J. Stocker,

Obrigada. Para além da ironia, pouco mais há a fazer até que possamos mostrar o nosso descontentamento em 2009.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá MPS,

Obrigada. Como disse antes, resta-nos esperar por 2009, embora seja de prever, em face das sondagens que vêm sendo feitas e com os 'rebuçados' que vão começar a ser distribuídos, que tudo irá continuar na mesma.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Jorge,

Fazes tu muito bem. Viva a Liberdade, sempre!

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Manangão,

É mau demais, efectivamente. E o mais triste é que as perspectivas para o futuro não são nada boas!

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Eduardo Maio,

Entendem-se todos, e a questão dos preços livres não passa de uma grande treta!

Bem-Vindo a estas paragens.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Meg,

Isso é em Lisboa e nos Allgarves! Se viessem às zonas do interior ficariam seguramente com uma opinião bem diferente!

Um Xi Grande

NuNo_R disse...

Olá...

Os combustiveis aumentam de dia para dia.
Quando os mesmos começarem a ser reflectidos nos valores dos passes sociais, aí quero ver como nos deslocamos depois para o trabalho... ;)

Bjs

rendadebilros disse...

Vacas gordas? onde? onde? o pior é que por um ano ( já nem são sete!!!) de vacas gordas vêm SETE de vacas magras... ou são sempre vacas magras e com brucelose???
Boa semana.

Clara disse...

Minha Amiga, afinal havia outra em que somos dos mais evoluídos, nós em África.
Como andas cansadita, a Primavera esgota-nos, mando-te o texto, porque tenho a certeza absoluta que não sabes a última forma de luta política dos anarcos-defecalistas! Eu mando-to que é sempre bom saber o que os camones pensam de nós.
Quanto à ausência, acabou hoje,
lá me terás aqui como antes.
UM XI GRANDE PA TI

Marreta disse...

Por uns instantes ainda pensei que estaria na Noruega ou na Finlândia!
Mas não, esta é mesmo a Braganzónia europeia, e não apenas essa reserva do nordeste transmontano.
Ainda relativamente à "caixinha" de intenções dos Renegados, aí do lado esquerdo do blog, ainda vão existindo coisas preciosas que "eles" não conseguem tirar (por enquanto...). Refiro-me por exemplo, à posta mirandesa, às amêndoas, ao tintol, à castanha, aos enchidos, ao mel aí de Montesinho, ao... Enfim, perdoa-me a insistência mas ainda sinto água na boca com aquela FABULOSA, EXPLENDOROSA, MAGNÂNIME Posta Mirandesa que degluti em Miranda do Douro há uma semana atrás.
Eu sou suspeito, pois tenho uma costeleta transmontana da terra das alheiras, mas aí a Reserva é o cantinho mais belo deste jardim à beira-mar plantado. Pena que haja alguns "iluminados" que ainda não se tenham apercebido de tal.
Saudações Montesinhas do Marreta.

meg disse...

Porca Amiga,
De manhã fiz aqui um comentário que ... puff! Desapareceu quand o ia a publicar, o Int.Exp. não deixou.
Vamos lá a ver agora, que vou recorrer ao copy.
Era para te falar da miséria e pobreza no Algarve. Sabes que quem trabalha e vive aqui tem de comprar tudo ao preço de turista. Um café 1 euro, pelo menos. e nos supermercados a mesma coisa.As rendas de casa incomportáveis.
Trabalha-se até à meia noite e não recebem 1 euro a mais por isso.

Os ordenados são abaixo de cãO. Se alguns ganham mais é porque recebem comissões, subsídio de alimentação para arredondar o magro salário.

Uma coisa é o Algarve dos turistas, outro o Algarve dos residentes.
Sobre isso é que se devia fazer um "estudo".

Por isso podes ter a certeza que há já muita miséria, e essa é uma das razões para o Algarve estar cheio de gente imigrante que trabalha a quaquer preço, porque vivem em apartamentos "comunitarios".
A Asae, também tem que se lhe diga.
Olha entrou num estaelecimento que não tem um ponto de água, não tem sanitários, os empregados nao têm seguro, nem assistência na saúde, e o que é que q Asae pediu? O livro de reclamações.
Sem comentários.
Claro que

meg disse...

Olha, mais uma voltinha e o que vejo?
Eu não te disse que fiz um comenrário de manhã?
E Fiz mesmo, só que acabo de ver que sou essa CLARA(??????) aí em cima?
Mas que se passa, amiga Porka, mais um enigma para desvendar.

Um xi pa ti!

Porca da Vila disse...

Olá Nuno,

Para o trabalho... quem o tiver ainda! Que da maneira como as coisas estão, tal vai ser coisa rara!

Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Renda,

Ainda as há por aí bem gordas. Para alguns, claro! Os mesmos de sempre.

Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Marreta,

Olha que, por um lado, ainda bem que os iluminados continuam a julgar que isto já é Espanha. Senão ainda nos haviam de levar de cá a posta de vitela e as alheiras. Até as vacas haviam de levar para o Governo, apesar de por lá já terem uma data delas!...

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Meg,

Visual novo, hein! Bem bonito!

Qualquer coisa me dizia que 'Clara' e 'Meg' talvez fossem a mesma pessoa, mas como a primeira não tem 'blogs', fiquei na dúvida. Agora desfeita, ou talvez não....

Claro que eu falo do Allgarve do turismo, daquele que só nos entende se falarmos inglês ou alemão e tivermos a carteira recheada. Não do Algarve em que as pessoas são tratadas sem um mínimo de dignidade pelo Poder de Lisboa, à semelhança de Alentejanos, Beirões e Transmontanos.

Um Xi Grande

meg disse...

Amiga Porca, é arejado não é? Como fiquei feliz por teres estado lá.
Olha, é simples e sei-lhe dar as voltinhas todas, o que para mim é o mais importante, e agora vê-se bem que sou cidadã Braganzónia!
Claro que ainda não está acabado, mas devagarinho vou lá.
Quanto ao Algarve haveria muito a dizer a sério.

UM XI PA TI

Agora também respondo lá, viste?

Porca da Vila disse...

Olá Meg,

Eu referia-me mais à 'tua' nova foto, que do novo blog já te tinha dado os parabéns logo que o iniciaste!

Enviei-te um mail.

Xi Grande

Chanesco disse...

Minha cara PV

Valha-nos a bota da ironia para dar um pontapé na crise.
Por momentos até pensei que eramos o país que mais dinheiro gasta em telemóvel, fazendo um figurão a passar por ricos.
Depois admiramo-nos quando quem nos explora, pensa que o somos de facto.

Um abraço

meg disse...

PORCA AMIGA,
Vão muito mal estes tempos?
Crise cá? Então não ouviste o senhor dizer que nós nem a vamos sentir! E está a falar verdade. ou haverá crise maior que esta?
Um XI PA TI

samuel disse...

Temos de facto muita sorte!...
A não ser assim, não sei não...

Abreijos

MPS disse...

Querida amiga, estou a contar com a sua ironia saborosa para poder iniciar bem a semana!

Um abraço

Porca da Vila disse...

Olá Chanesco,

A crise que se aproxima vai deixar demonstrado de uma vez por todas que Portugal não passa mesmo de um país pobre e sem recursos, completamente à mercê dos grandes e poderosos. Tudo o resto, são flores...

Xi Grande

Porca da Vila disse...

Meg,

Os ventos que já começaram a chegar não auguram nada de bom, e tudo indica que devemos preparar-nos para atravessar uma crise longa e forte como há muito não sentíamos.

Xi Grande

Porca da Vila disse...

Samuel,

Sorte, e não só! Também temos a Senhora de Fátima e o Zé Sócrates para olharem por nós!...

Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá MPS,

Comecemos então a semana, que motivos para isso são o que não falta por aí. Raro é o dia em que uma notícia aparentemente sem grande importância vem pateticamente tentar convencer-nos de que afinal, por cá, tudo vai bem...

Um Xi Grande

Retratos