A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

24 julho, 2007

Rectificação


Afinal havia outro... 'Boneco', claro! Os responsáveis da revista já corrigiram o erro, publicando a ilustração correcta.

Agora estou a pensar como seria a reacção do Zé Sócrates a um 'baile' destes...


12 comentários:

Carminda Pinho disse...

Não consigo ver o baile mas deixo-te um beijinho.
Volto amanhã, talvez tenha sorte:))

Porca da Vila disse...

Olá Carminda,

Ontem à noite o site da revista só 'abria' esporadicamente por alguns segundos para mostrar o novo 'boneco', onde o príncipe aparece como abelhinha 'trabalhadora'...

Xi da Porca

Rendadebilros disse...

Não consigo ver a rectificação... Querias saber? é melhor não: mandava fechar os blogues todos...

Beijos.

Porca da Vila disse...

Olá RendaDeBilros,

Por acaso também não estou a ver nada. Apenas uma inocente abelhinha que vai poisar em cima de uma flor...
[O site espanhol está outra vez em 'stand by'... Deve haver zaragata por lá.]

Xi da Porca

Menina do Rio disse...

Olá Porca!

Realmente não abre a imagem, mas aproveito e deixo-te meu beijo

Porca da Vila disse...

Olá Menina do Rio,

Não abre a imagem onde? No blog, ou no 'site' espanhol da revista?

É que já estou baralhada!

Xi da Porca

Rendadebilros disse...

Fui parar outra vez ao outro lado!!! Mas agora já percebi como isso acontece... ou não! Sei lá!
Acho que a rectificação está um primor!!! Melhor ainda que a anterior!
O caricaturista foi ouvido hoje no tribunal: anda tudo muito preocupado com o facto de se ter muita liberdade!!! Crê-se no meio , em Espanha que ou será absolvido ou condenado apenas ao pagamento de uma multa... A seguir a telenovela... mas estas pequenas/grandes coisas incomodam-me muito.Porque será?

Beijos.

Porca da Vila disse...

Olá RendaDeBilros,

Pois... a Braganzónia agora tem um lado negro [armas negras, ainda 'em obras'], e outro... nem tanto! Depende se a escreves com 'e' ou com 'i'...

Também me parece que os responsáveis da revista pouco ou nada irão sofrer com isto. A maioria dos partidos tratou logo de puxar as orelhas ao zeloso 'fiscal', que assim acabou por dar um tiro no pé.

E a revista, praticamente desconhecida, passou a ser conhecida, de um dia para o outro, a nível Europeu!

Estou a pensar seriamente em publicar uns 'desenhos' da Maria e do Cavaco... HeHe!

Um Xi da Porca
[Também gostei mais de Don Felipe disfarçado de abelhinha, sem legendas. De algo grosseira, a piada passou a fina.]

Luikki disse...

acho que o falso engenheiro não ia gostar...
a outra ilustração deve ser ser a preferida...
se ele for princesa....

Porca da Vila disse...

HeHe!... Luikki, nunca estive tão de acordo contigo!

Ainda havemos de ir todos presos!

Xi da Porca

J.G. disse...

Ah! este sim, é familiar, tem uma abelhinha e uma florzinha.
É decente e didáctico. E sobretudo não é pecaminoso nem indecente, estão ambos vestidos e tudo...
Assim, sim! Que até dá gosto fazer meninas e meninos...

Que bonitinho!

Porca da Vila disse...

Olá Jorge,

Estes dois, por enquanto, só meninas... HeHe!

Xi da Porca

Retratos