A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

23 fevereiro, 2007

Maldito Lucro...


"O Hospital de S. João, no Porto, anunciou hoje que fechou o primeiro ano como empresa pública com um lucro de 2,8 milhões de euros, fruto do aumento da produção e da contenção de custos.
Em comunicado, o Hospital refere que registou no ano passado aumentos da produção e de custos de 17,5 e 2,2 por cento, respectivamente, resultados que beneficiaram da redução das despesas com medicamentos [menos 4,5 por cento], reagentes [menos 26,4 por cento] e horas extraordinárias dos médicos e enfermeiros [menos 20,8 por cento]."
in ' Público '


Isto não é lucro! É o resultado do roubo descarado aos doentes e aos contribuintes deste país de merda que o senhor Ministro e a estúpida 'Socratada' PS vêm praticando impunemente! Contra tudo e contra todos!
Ou será que é para 'mostrar serviço' aos grupos privados a quem se preparam para vender o Serviço Nacional de Saúde?...

6 comentários:

Jofre Alves disse...

Nos nossos hospitais já existe restrição de prescrição de alguns medicamentos, e certos exames (TAC, ecografias) já são condicionados.

No fim, com fecho de urgências, maternidades, SAP, medicamentos que deixaram de ser comparticipados, que pago são sempre os medos, o “Zé-ninguém”, nós!

Tudo isto tem um objectivo: acabar e desmantelar o Serviço Nacional de Saúde, para realizar o grande sonho: «quem quer saúde, paga!». E passa a ir aos privados! Óptimo fim-de-semana.

Porca da Vila disse...

Jofre,

Lamentavelmente, tudo aponta para que as coisas venham a ser assim dentro de pouco tempo.

Um Xi da Porca [Bom FDS]

JPG disse...

Ora cá está outra do mesmo género da outra que acabo de comentar sobre o "poder de compra" dos portugueses. Já começa a faltar-lhes imaginação para tanta surrelfice( acho que é com "u", mas não me apetece ir ao dicionário!)

Então os gajos passam a dar pior comida, cobrar por serviços que não cobravam, cortar nas análises, raios-X, ressonâncias magnéticas...nem pensar,etc.etc.etc. e depois apresentam lucro?
Assim também eu!

Manda-os ir com os outros pastar grilos!
Já ninguém acredita nesses gajos!

Um abraço e bom fim-de-semana, se esses bácoros deixarem, claro!
( as minhas desculpas aos bacorinhos de verdade)

Porca da Vila disse...

Jorge,

Tens razão! É com 'u'. Tal como com 'u' se escreve outra coisa onde estes filhos da mãe deviam ir todos apanhar...

Um Xi da Porca [Bom FDS]

Henry Pote disse...

Rua com esses vampiros! Eles comem tudo e não deixam nada!

Porca da Vila disse...

henry pote,

E agora já nem esperam pela 'noite calada'. Atacam de cara descoberta e em pleno dia...

Um Xi da Porca

Retratos