A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

15 janeiro, 2008

O Carregador de Piano

Armando Vara passou da política para a CGD e, ao fim de dois anos, vai ser eleito para o BCP.
Não fez nada de ilegal, no plano jurídico, mas a decisão é discutível. O PS já veio dizer que se trata de um assassinato político. Ao deixar sair Vara da CGD, o Governo abriu o flanco, e Santos Ferreira sai chamuscado, pois não foi capaz de evitar a confusão.
O percurso de Vara no BCP constitui uma incógnita? Depois de anos a trabalhar na esfera pública, como se vai adaptar ao sector privado? É um homem inteligente, e um carregador de piano, é natural que peça ajuda aos directores do BCP.
Em todo o caso, o Governo não podia fechar os olhos ao que se está a passar no BCP, pois, se houvesse borrasca, seria acusado de nada ter feito.

in ' Público '




Não sabemos ainda se a passagem de Armando Vara para o BCP irá mesmo acontecer, embora tudo pareça indicar que sim. Ainda bem, por um lado. Que a partir de agora será uma entidade privada a pagar-lhe o ordenado, e não eu e os restantes contribuintes deste país sem que se lhe conheça qualquer qualificação para o lugar.

O artigo do 'Público', para lá de 'carregador de piano', chama-lhe 'inteligente'. Eu chamar-lhe-ia antes, 'guicho'. O que é um bocado diferente. Obrigado, por pertencer aos quadros da CGD, a assinar o pedido de demissão, e falhada que foi a 'táctica' da licença sem vencimento, teve habilidade suficiente, obviamente com a cumplicidade de alguém, para protelar a respectiva entrega até ser conhecido o resultado do assalto cor-de-rosa ao BCP. O que deve concretizar-se hoje.

Guicho, o Armando!...


16 comentários:

Pastor Transmontano disse...

...e segundo se consta, parece que em principio, irá ganhar 5 ou 6 vezes mais daquilo que auferia na CGD!!!!
Estou a pensar em retirar as minhas pequenas poupanças do BCP, para o lado de lá!
Será que estarei a fazer bem?
É que eu de finanças sei um pouco menos que o Dr(?????????????)Armando Vara.

MPS disse...

Cara PV

Na nossa terra diz-se que "quem tem padrinhos não morre mouro". Basta ser guicho para escolher bem!

Um abraço

Porca da Vila disse...

Olá Pastor,

Cinco ou seis vezes mais?! Porra!

Talvez não seja má ideia essa tal transferência, que o lado de lá é capaz de ser mais seguro!

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá MPS,

É bem verdade, e o Vara é a prova disso mesmo!

Há dias fiquei sabedora de como é que ele chegou até Mário Soares, que foi o primeiro padrinho, pela mão de um amigo íntimo deste. Eu pensava que a subida do Vara se devia à falta de concorrência dentro do PS local, à colagem de cartazes e outras coisas parecidas, mas não! O rapaz teve quem o levasse directamente ao topo da hierarquia. Um dia destes hei-de escrever qualquer coisa sobre isso.

Um Xi Grande

Marreta disse...

Por mim, podia a ponte partir-se e o carregador mais o piano fazerem pára-pente sem pára e sem pente.
Não os da foto, coitadinhos, que gosto tanto deles...
Saudações do Marreta.

Chanesco disse...

Guitcho, o gajo!?
Bem m'eu finto!

Abraço Raiano

Carminda Pinho disse...

Mas a CGD também não é accionista do BCP?
Logo...

Bjs

Porca da Vila disse...

Olá Marreta,

Este não cai, que está bem apoiado... Tem bons padrinhos, como diz a MPS.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Chanesco,

Muito 'guicho'. De empregado de balcão na loja de roupas do Zé Vieira [Bragança] com 15-16 anos e a quarta classe mal feita, a vice-presidente da CGD e agora do BCP com pouco mais de 50, é obra!

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Carminda,

Certo, mas a partir de agora, o Vara vai ter que justificar o que lhe pagam, coisa que não acontecia na CGD! Que os accionistas estão lá é para obterem lucros!

Um Xi Grande

Meg disse...

Amiga PV,

Pois são 6 vezes mais sim... coitaditos eles precisam tanto!
Mais os carros, motoristas, cartões e outras mordomias. Nem com Berardo à perna...eles deixam de ser uns lordes.
Sabes, já estou a ficar saturada destes filmes.
E já reparaste no que se tem passado "nos bastidores" enquanto andamos entretidos a falar no BCP?
Logo veremos a seguir!

Um grande xi pa ti

Porca da Vila disse...

Olá Meg,

Parece que o 'circo' acabou. E lá vai o Vara para uma pré-reforma dourada, enquanto a maioria do povo está cada vez mais na merda. Puto de país este!...

Um Xi Grande

samuel disse...

"Derivado" ao feliz apelido Vara, o Armando, quando fala de si próprio, também dirá "nós", como o Papa?
Isto sem más intenções, claro...

Porca da Vila disse...

Samuel,

Acho que não, mas quem sabe se daqui para a frente...

Um Xi Grande

Mocho-Real disse...

Mas "VARA" não é um conjunto de recos, suínos, tós, porcos?

Saíram da CGD? Ai que bom!

Abraço.

Porca da Vila disse...

Jorge,

Sim, mas esta [este] 'Vara' é diferente... Enfim, daquelas coisas que só se explicam em inglês técnico...

[Positivo o facto de ter saído da CGD, que agora são outros que o vão sustentar]

Um Xi Grande

Retratos