A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

18 setembro, 2007

Tão Pequeninos...

"O Comando da Brigada Fiscal negou qualquer atitude persecutória contra espanhóis que trabalham em Portugal na sequência das multas aplicadas a veículos com matrícula espanhola por esta brigada da GNR.

O presidente da Associação de Profissionais de Saúde Espanhóis em Portugal denunciou, esta segunda-feira, em declarações à TSF, as multas aplicadas por esta brigada da GNR, multas que considerou serem uma «perseguição e uma injustiça».

«É uma lei que acho que é discriminatória e injusta e que não sei se atenta contra o direito europeu e inclusivamente direitos fundamentais das pessoas de circularem livremente pelos países da União Europeia, bem como o conceito transfronteiriço, ou seja, morar num país e poder passar a fronteira para poder trabalhar», afirmou Xóan Gómez."


in ' TSF-Online '



Cambada de alorpados, que ainda não percebeu o significado de estar na Europa! E que ainda não se convenceu, daí este estúpido 'mostrar de serviço', qual canto do cisne, de que a BF vai mesmo ser extinta! Gostem ou não!

Pobres, burros, e tão 'pequeninos' que somos em tudo! Sempre quero ver se a polícia espanhola lhes segue o exemplo e começa a multar os milhares de portugueses das zonas raianas que usam diariamente o seu carro para ir trabalhar em Espanha!...


7 comentários:

Rendadebilros disse...

Mas porquê, senhores? Porque temos sempre que nos afirmar da pior maneira??? Que é que a Bf tem a ver com os automóveis??? Não devia ser a Bt a multar , se fosse caso disso, mas que raio de multas inventam... consideram contrabando os carros virem atestadinhos de gasóleo e gasolina espanhola ehehheehhe
(Danças mais logo... )

Beijos.

Rendadebilros disse...

Ah se quiseres passar lá no "sítio" que sabes e receber um Prémio...

Meg disse...

Força, Porca!!!
Desanca neles, que eu ajudo.
Excesso de zelo ou outra coisa qualquer. Claro que é outra coisa, como tu sabes.

Um xi pa ti

João Rato disse...

Tiraram-lhes a fronteira que os inchava de poder! É difícil perder os hábitos!...

Porca da Vila disse...

Renda,

Em matéria de 'invenções', ninguém nos bate!

Xi da Porca

Porca da Vila disse...

Meg,

Querem mostrar que são imprescindíveis ao bem da 'nação'!...

Claro que o contrabando continua a entrar às toneladas, mas isso dá uma trabalheira do caraças!

Xi da Porca

Porca da Vila disse...

João,

É... e agora, inventam!

Xi da Porca

Retratos