A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

18 maio, 2007

Números... convenientes!


"A escalada do desemprego em Portugal não pára. Contrariando uma série de outros indicadores económicos, o Instituto Nacional de Estatística [INE] apurou uma taxa de 8,4%, a mais alta, pelo menos, da última década. Existiam, no primeiro trimestre, 469.900 pessoas a querer trabalhar e activamente à procura de emprego, mas sem sucesso. São mais 11.000 do que nos últimos três meses de 2006, ou mais 52.000 face ao trimestre anterior, culminando a subida iniciada em 2002...

...Vieira da Silva, ministro do Trabalho, disse à Lusa partilhar da preocupação geral com o desemprego, mas desfiou números 'que mostram um sentido contrário', a economia cresce ao ritmo mais elevado dos últimos cinco anos, o número de novos beneficiários de subsídio de desemprego baixou 13,5% no trimestre face ao homólogo e os novos inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional baixaram 6,8%."

Alexandra Figueira, in ' Jornal de Notícias '


A isto, somem-se os milhares de cidadãos que mandaram Portugal à merda e foram arranjar trabalho em Espanha.

Ou esses só contam para votar e pagar impostos?...

15 comentários:

Ka disse...

Porca,

É claro que só contam para mandarem para cá as pupanças, para mendarem o seu voto (só quando conveniente é claro) e para pagarem impostos!!!

Eu só não falei disto pois á 6ª feira não gosto de estragar o bom ambiente no Bdk...lol

Um xi (azul...está quase) da ka

Porca da Vila disse...

Olá Ka,

Quem vá daqui ao Porto às sextas-feiras à tarde, pelo IP4 vai encontrando centenas e centenas de carrinhas que vêm de Espanha a abarrotar de trabalhadores portugueses.

Daqui, há mesmo técnicos [engenheiros e arquitectos] que já estão também a trabalhar lá.

Por tudo isto é que acho uma vergonha que se manipulem os números relativos ao desemprego.

Outro Xi, e que os 'azuis' não nos estraguem o fim-de-semana!

JPG disse...

Tenho duas colegas a trabalhar aqui bem pertinho de Lisboa.

Uma é de Portalegre e a outra de Vila do Conde. São professoras,esposas e mães de família. Passam ambas dos 35 anos, não são jovenzinhas.

Ontem, estavam a pensar em concorrer ao ensino para uma localidade espanhola perto das fronteiras.

Acho que esta é uma boa resposta ao que aqui nos deixaste hoje.

O desemprego eo sub-emprego aumentam acdada mês em Portugal. Esta é a verdade, não a dos números fabricados.

Um abraço.

Porca da Vila disse...

Olá Jorge,

Esta fuga maciça de mão-de-obra convém muito ao Governo. Para além de fazer baixar artificialmente o número de desempregados, faz também com que entre no país muito dinheiro fresco trazido de Espanha todas as semanas [a maior parte dos que lá estão, na construção civil, recebem à semana].

Um Xi da Porca

Arrebenta disse...

Caros Braganzónios, a matéria é URGENTE, e aguarda despacho e seguimento.

http://braganza-mothers.blogspot.com/2007/05/dia-zero.html#links

Obrigado.

Porca da Vila disse...

Querido 'Arrebenta',

Pode ter como certo, desde este 'cú' de mundo, o apoio incondicional do 'Braganzónia'.

Vamos em frente! Porque, como por aqui se diz - "Para trás mija a burra"...


Um Xi da Porca

Laurentina disse...

Alguns ja vão abrindo os olhos e mandam as poupanças mas é merda ...
Conheço bastantes que já não mandam coisa nenhuma ...
CAMBADA DE FILHOS DE UM GRANDE COMBOIO DE PUTAS!!!.
CHIÇA , e não há quem ponha uma bomba!!!

Porca da Vila disse...

Olá Laurentina,

É como dizes. Aliás, por cá já há muita gente [como eu] que trabalha aqui mas tem conta bancária em Espanha.

Um Xi da Porca

Zé Povinho disse...

Vieira da Silva é mais um ministro do desemprego do que do trabalho. A trabalheira que o gajo teve para enumerar as virtudes da actuação do governo, quando a realidade está aí mesmo à frente dos olhos.
Bem me parecia que o homem tem problemas na vista.

Bom domingo

Ka disse...

porca,

Quanto ao título "números convenientes" apenas digo que hoje o foram...hehe

PPPPPPOOOOORRRRRTTTTTOOOO!


A desculpa mas não resistia vir aqui festejar contigo :)

Um xi azulão!!!!

Porca da Vila disse...

Olá Ka,

Convenientes e CONVINCENTES... HeHe!

Já lá vou fazer-te uma visita e 'festejar' contigo.

Um Xi da Porca
[bués de azul, como hoje dizem os putos]

Porca da Vila disse...

Olá Zé Povinho,

Sede aqui bem-vindo. Se a memória me não falha, será esta a vossa primeira vez por estas bandas!

Pois falais bem... E não é só este 'Silva' que está com problemas de visão. Há outros! Silvas e não só...

Já vou dar uma espreitadela ao vosso blog.


Um Xi da Porca

Moriae disse...

Sobre estes números há um novo estudo do Eugénio Rosa. Em http://infoalternativa.org/autores/eugrosa/eugrosa127.htm

Bj,
M.

Porca da Vila disse...

Olá Moriae,

Já fui ver. Nesse estudo, em que acredito muito mais, falta também contabilizar [tarefa pouco fácil] os milhares de trabalhadores que por não estarem inscritos nos Centros de Emprego, não contam oficialmente como desempregados para as estatísticas, mas que estão efectivamente desempregados, mantêm a sua residência em Portugal e estão a trabalhar à semana em Espanha.

O povo está a ser enganado de forma vergonhosa.

Um Xi da Porca

Moriae disse...

É verdade ... mas a luta continua!

Bjos

Retratos