A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

19 dezembro, 2007

Recordaçones

"Nun cantico de la mie casa, tengo ua caixica! Alhi stán todas las cousas que me fazírun tan cuntenta! Guardo las sunrisas, ls suonhos, las ambiçones! Anton, la caixica stá chena de cousas buonas, de que tengo sauidade, de momentos que nun torno a bibir. Ye tan defícil squecer aquilho que mos fizo quedar tan alegres! Guardo alhá andrento momentos de pessonas amigas, que tubírun de s’ir ambora! Stán alhá lhágrimas que botei quando esses amigos se fúrun! Mas tamien quedórun malas recordaçones, que solo las quiero squecer!

Drento de la caixica quedou muita cousa que fai parte de la mie bida, sien eilha quaijeque naide farie sentido! Abro-la i sinto-me bien! Lhieba-me para outro lhugar! Nessa grande biaije de recordaçones, miro toda la bida que bibi!

Miro lhugares, miro todos ls mius amigos, tiempos que passei an pie deilhes! Siempre que abro la caixica, daprendo que la bida ten de ser bibida cun pacéncia, serenidade… Tenemos de lhembrar i daprender cul passado para bibir melhor l persente!

Assi daprendo cun ls mius erros, cun las mies asneiras… Apuis tento remendar essas asneiras para nun las tornar a fazer! Todo l que stá alhá drento nun pássan de recordaçones! Alguas quédan squecidas anté al die an que me tornar a lhembrar deilhas.

Tengo pena de nun poder tornar atrás para poder bibir alguas de nuobo! La caixica ye amportante! Fai-me recordar! I como se costuma dezir: Recordar ye bibir!"

Jéssica Nobre, 10º Anho, Agrupamiento Bertical de Scuolas de Miranda de l Douro




Com a chuva caída durante a noite, também eu tive que abrir a minha 'caixica' para relembrar uma nevada 'das antigas'. Que nos últimos anos, certamente por causa do tal aquecimento global, já nem a neve é o que era...

Façam por isso de conta que o dia, hoje, aqui na Reserva, amanheceu assim...


16 comentários:

rendadebilros disse...

Minha menina lá da Reserva... eu bem queria ver as fotos, mas não sei que se passa... leio os textos e as fotos... nicles... tudo em branco... ah será da neve???hehheeh

Já ando a desejar Boas Festas que a Princesa vai chegar e vem por tão poucochinhos dias que não sei se virei "passear" por aqui... Se já não houver oportunidade , deixo-te já um grande beijo com votos de que passes um Bom Natal e que 2008 seja um dos Anos a recordar com saúde e momentos felizes...

Menina do Rio disse...

Xiiiii...bolei...

Vou trocar teu link, Mas eu agora estou de volta ao Menina Momentos

beijinhos

Carminda Pinho disse...

Amiga,
e amanheceres desses não são para todos :)

Venho desejar-te a ti e ao pessoal da Reserva, um Feliz Natal e um ano 2008 cheio daquilo que mais desejarem.

Beijinhos amiga.

Meg disse...

Que bela esta imagem vestida de branco, Porca amiga!

Agora que o pior já passou, tenho uma surpresa para ti...

Bengo desear-bos a bos i a la buossa familia un feliç Natal i anho noubo com muita paç, alegrie i felecidade.

É o que a Braganzónia me fez nestes nove meses... a alegria do Mirandês,

Um grande XI pa ti

Tortulhas disse...

Biba Cochinica, buonas nuites!

Esses que améntan tanto na "geraçon rasca" puoden benir a poner ls uolhos ne l que diç Jessica. Baliente rapaza! Quien fala assi nun ye tato.
Más bien do que eilha, solo se fur MEG que, a falar assi, peç mesmo ua palhantra retinta!...

Inda ye un cachico cedo, mas tamien yá pongo ls mius botos de Feliç Natal!, cumo diç l outro, Natal ye quando un home quejir!...ou, cumo dezie mie prima Çáncia: Natal ye quando un home ME quejir!
Beijico
Tortulhas

Porca da Vila disse...

Renda,

Será a neve, será... Mas acho que não, que isso agora anda mais aí pelos teus lados!
[Quando isso te acontecer, faz Ctrl+R. Costuma resultar]

Um Bom Natal para ti e para a tua Princesa.

E um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Menina do Rio,

Pois então, ao 'Menina Momentos' passarei a ir.

Que tenhas um Bom Natal.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Carminda,

Um Bom Natal para ti também, e que o 2008 te traga tudo de bom.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Meg!

Mas estás uma Mirandesa feita! 'Ua palhantra retinta', no dizer do Tortulhas!

Pois que tenhas também um 'Santo i Feliç Natal, cheno de persentes, i que 'l anho nuobo seia melhor que l 2007'.

Um Xi da Grande

Porca da Vila disse...

Olá Tortulhas,

Fina, a tua prima! HeHe!

Se não nos voltarmos a cruzar antes por aqui, ficam já os meus votos de um Bom Natal.

Um Xi Grande da Cochinica

MPS disse...

Aluna de 10.º ano e já com tal sentir! O calendário andou mais devagar do que a vida da menina Jéssica.

***

Há objectos de que me não separo nunca. Um deles é um calendário de 1985 com uma fotografia da neve no castelo de Bragança. Esta que a caríssima PV publica é ainda mais bela e tenho que lhe agradecer a comoção que me provocou.

Grande abraço

Porca da Vila disse...

Olá MPS,

A neve pregou-nos mais uma partida. Prometeu-se, depois foi cair para outro lado!

Bom Natal, e um Xi Grande

AF disse...

Tamien you quiero deixar eiqui ls mius botos de un Feliç Natal i un anho de 2008 bien melhor do que este, para todo mundo.

Que este bloque cuntine siempre lhibre i la sue duonha cun salude i siempre cun gana de mirandés.

Amadeu Ferreira

Porca da Vila disse...

Olá Amadeu Ferreira,

Desejo-lhe também um Bom Natal, e que o próximo ano lhe traga tudo de bom.

Um Xi Muito Grande

Marreta disse...

É. Até o pai Natal vai ficar envegonhado de um natal sem neve (de qualidade)!
Melhores dias (nevões) virão.
Saudações do Marreta.

Porca da Vila disse...

Olá Marreta,

Esperemos que sim. Que o novo ano nos traga a todos uma perspectiva de futuro melhor.

Um Bom Natal para ti.

Um Xi Grande

Retratos