A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

16 dezembro, 2007

Abriu a Caça

"O Conselho Nacional do PSD, reunido hoje em Bragança, aprovou por unanimidade os princípios da reforma do partido, que prevêem a alienação de património, mas sem clarificar se inclui a venda da sede nacional.

A cidade de Bragança, no Nordeste Transmontano, foi apontada como simbólica em relação à atenção que o PSD se propõe dar no próximo ano às matérias do interior.

O secretário-geral reiterou que o PSD vai apresentar até Março um programa de desenvolvimento do interior 'completamente diferente das medidas que o Governo tem apresentado em relação a esta matéria'.

O Conselho Nacional aprovou ainda uma moção de apoio às distritais de Bragança e Vila Real, que estão contra a introdução de portagens em alguns troços da futura auto-estrada Transmontana."

in ' Público '




A quase dois anos de novas eleições, parece que já abriu a caça ao voto aqui na Reserva. Muito mal frequentada ultimamente, desde que nos finais de Novembro aqui vieram anunciar a construção da 'Auto-estrada Transmontana'.

Agora aparecem 'estes', esquecidos que foram anos a fio no Governo, com os resultados negativos para a Braganzónia e restantes zonas do interior do país que se conhecem.

Fazem lembrar um tal Guterres, que aqui veio também há uns anos a prometer solenemente que iria 'pôr Bragança no Mapa' caso ganhasse as eleições...


19 comentários:

MPS disse...

Cara PV

Vasco Pulido Valente, também no Público na semana passada, creio, dizia que Menezes quer um partido empresa para dar emprego aos amigos; Pacheco Pereira, há bem mais tempo, também já tinha chegado à conclusão que o actual Presidente do PSD queria transformar o partido numa empresa porque na empresa pode despedir os funcionários, mas num partido não pode despedir os militantes.

Enfim, espero o desenrolar dos acontecimentos para ver se se trata de uma tragédia grega ou de uma ópera bufa, embora me incline para a última, tendo em conta a categoria dos protagonistas!

Quanto ao pôr Trás-os-Montes no mapa... às vezes, quando a raiva é maior, peço a Deus que tais senhores se esqueçam de nós. Não quero novo Allgarve. Só de imaginar dá-me arrepios: "Trás-os-Mounts"!

Um abraço.

P.S. O Blogger continua a pregar partidas e desta vez a vítima foi a Meg? Para ela os meus votos de seja perserverante.

MPS disse...

Credo, que calinada me saiu! Pois que a Meg seja PERSEVERANTE!

Meg disse...

Porca, amiga

Olha fechei a porta do blogue e deixei a chave lá dentro!

Resultado...estive na rua até ter novo endereço, que é este

http://meg-arecalcitrante.blogspot.com

Um xi pa ti

Eu volto

Carminda Pinho disse...

E estes que citas fazem lembrar os outros todos já passados.
Raio de povo este, no qual me incluo naturalmente, pois eu sou do povo com muito orgulho, que nunca mais os deixa em branco nas eleições.
Nunca mais aprendemos!

Beijinhos

rendadebilros disse...

Guterres achava pôr a Reserva no mapa... que original!... ele é que ignorava como ignorava muitas outras coisas que a Reserva sempre lá esteve, os tais senhores ( ia dizer feudais nem sei porquê!!!) é que não liam ( não lêem) o mapa inteiro!... e só vão às Reservas à caça... do tal papelucho... quero dizer voto...
Boa semana...

Marreta disse...

Começou o marketing político de caça aos votos dos incautos. Afinal quem é que não conseguirá perceber que na dita alternância democrática os galifões também vão alternando sucessivamente?
Saudações do Marreta.

Different disse...

eu até simpatizo com o senhor menezes ... agora dinamizar, desenvolver, industrializar e outros mais em -ar não creio que sejam verbos na sua lista de prioridades para Trás-os-Montes. Ainda bem que não temos petróleo, diamantes ou outras iguarias procuradas pelas grandes potências... Aí o caso mudava de figura, se bem que não seria mais positivo: quando fossemos a dar conta estaríamos a pagar pelo ar que respiramos ... também só falta pagar por isso...

Laurentina disse...

Olha PV eu gosto mais assim com o fundinho preto.
E agora vai aqui que ha premio para ti...
http://o-sol-poente.blogspot.com/
beijão grande

Meg disse...

Amiga Porca (a correr)

Resolvidos todos os problemas

recuperei endereço anterior

arecalcitrante.blogspot.com

Um abraço

rendadebilros disse...

Então a Reserva coberta de neve, eh??? Não há fotos??? Por aqui só frio muito e chuva e vento... A neve foi todinha para aí...
Beijos.

Porca da Vila disse...

Olá MPS,

Vou mais pela segunda hipótese. A da ópera bufa...

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Carminda,

Não aprendemos, não. E eles sabem disso, e cá aparecem sempre a prometer e a pedinchar votos como se antes nada se tivesse passado da responsabilidade deles...

Um Xi Grand

Porca da Vila disse...

Olá Renda,

É como se usassem aqueles mapas do ACP, que dum lado têm o Norte do país, e do outro têm o Sul, e olhassem apenas para este.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Marreta,

Alternam, pois! Que a masseira não é muito grande e tem que dar para todos. À vez!...

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Different,

Que não façam nada por isto ainda entendo. Só cá vive quem quer. Chateia-me é que passem a vida a prometer para depois não cumprir.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Laurentina,

Obrigada. Já lá vou ver.

Um Xi Grande
[o 'fundinho' sempre foi assim, quase negro. O que aconteceu é que desapareceu no blog velho. O tal com 'i']

Porca da Vila disse...

Olá Meg,

Já vi que o problema se resolveu. Ainda bem.

Um Xi Grande

Porca da Vila disse...

Olá Renda,

Já tens no 'ultimo 'post' uma imagem da ponte de Varge, em frente ao restaurante 'O Careto', onde hoje fui almoçar. O rio estava gelado e já com alguns centímetros de neve. À hora a que escrevo neva com força outra vez, e se continuar assim pela noite fora, amanhã vai estar lindo isto! Oxalá que sim para ver se passa este frio e se tiro umas fotos da neve!

Um Xi Grande

Rui disse...

Pois é... quando o calor eleitoral aperta a promessa desperta.
No entanto, sempre posso afirmar que alem de simpatia pelo homem, tenho-lhe alguma amizade e admiração, daquela que se não baseia apenas no que dizem e escrevinham eruditos da jornalística e os” fazedeiros” de opinião, vulgo: “comentadeiros” a retalho" .
Aguardemos que em Gaia a coisa funcionou.
Quanto à “branca, pura e leve” neve é bem feita para que saibam que nem só no Porto existe a “OPERAÇÃO NOITE BRANCA”. Bragança há muito que as tem.
E depois... nada como um Natal branco, brigantino, bragançano e braganção.
Bj´s

Retratos