A Reserva

Encravada entre a província portuguesa de Trás-os-Montes e a província espanhola de Zamora [Castilla y León], a região da Braganzónia [Braganza+Amazónia] é considerada, como sempre foi pelo Poder [monárquico ou republicano] de Lisboa, uma autêntica Reserva de Índios, reconhecida por qualquer viajante esclarecido como das mais atrasadas da Europa.

Atrasada, abandonada, desprezada, quase renegada e indesejada!

E não poucas vezes espoliada do pouco que já lhe resta para além da genica, do orgulho e da dignidade dos que nela vão sendo ignorados!

Para os Senhores do Poder, a Braganzónia foi sempre um empecilho que apenas dá despesa, poucos impostos e quase nenhuns votos!

Que os interessou apenas enquanto foi preciso recrutar mancebos fortalhudos, habituados à fome e à porrada, para mandar às guerras de África!

A reserva abrange actualmente 106 tribos, agrupadas em 49 zonas de caça dispersas por uma área de 1.173 quilómetros quadrados.

Eram 34.752 os índios que ocupavam esta vasta área em 2001 [trinta por quilómetro quadrado].

Algumas dessas tribos, as da metade Norte da reserva, desde a fronteira espanhola até aos velhos trilhos que ligam Braganza [a tribo maior] à zona Leste de Vinhais [reserva irmã da Braganzónia] e à zona Oeste de Alcañices [reserva espanhola pouco menos desprezada por Madrid], foram há uns anos atrás, sem para tal serem ouvidas e contra-vontade, integradas no Parque Natural de Montesinho.

Transformando-lhes o quotidiano num verdadeiro inferno porque, entre outras coisas, lhes não é sequer permitido cortar livremente a lenha de que são donos para manter o fogo que lhes aquece o corpo durante o Inverno. Que na Braganzónia é rigoroso, faz doer as unhas e gelar os rios!

Agora, cada índio tem que [muito respeitosamente] solicitar aos Senhores do Parque o especial favor de uma autorização para cortar meia dúzia de paus que mal chegam para os gatos tirarem o frio do lombo!

Melhor fora que o tal Poder os abandonasse de vez à sua sorte para livremente poderem decidir o futuro!

27 junho, 2007

As Sete Maravilhas

Por lembrança da 'Ka', do 'Blog da Ka', teve este modesto Blog dos índios da Braganzónia, em nome dos quais tal deferência agradeço desde já, a primeira, e provavelmente a única, nomeação para a eleição das Sete Maravilhas da Blogosfera... seja lá o que isso for!


[Longe de mim, devo dizer, qualquer associação com aquela paneleirice de merda do Freitas do Amaral & Cia sobre umas tais 'novas maravilhas' deste país que omitiu, 'puede que' por lamentável desconhecimento, a 'Domus Municipalis', obra única na Península e arredores a perder de vista, orgulhosamente em pé e em excelente estado de conservação no interior do Castelo da Braganzónia, e que o Poder de Lisboa ainda não levou, mais o Castelo, daqui para as margens do Tejo, porque são pesados como o caraças e por cá já nem sequer há combóios que os carreguem porque daqui desapareceram, em tempos de muito má memória, 'convenientemente' desmontados e carregados em camiões, vai para mais de vinte anos, pela calada da noite, no tempo de um 'merdas' de um ministro que dava pelo nome de Rosado Correia... do PS, claro, por estranha coincidência!...]

Que mania esta dos alorpados do PS em acabar com tudo e de fechar tudo... Porra!

Adiante! Como parece não se tratar de 'correntes', e como até nem dói muito, aqui fica dito que sim, que aceito, que agradeço, que 'alinho' e por isso, conforme as regras que se podem consultar AQUI, passo a nomear para o mesmo fim, por razões que não tenho por hábito explicar, e por ordem alfabética, os 'Blogs' seguintes:

Apanha-Moscas [Luikki]
Braganza Mothers [Arrebenta e uma 'indiarada' do caraças]
O Sino da Aldeia [Jorge 'Holmes' Sineiro]
Pafúncio [Kaotica]
Que Conversa [Renda de Bilros]
Recalcitrante [Meg]
We Have Kaos in the Garden [Kaos]

[Aos 'felizes contemplados' devo lembrar que a simples nomeação não dá direito a 'pendurar' no Blog o logotipo desta iniciativa do 'Sentido das Coisas'!]


10 comentários:

Kaos disse...

Pela honra que me é por ti dada o meu muito obrigado. Faz bem ao ego e dá mais força para continuar.

bjs

J.G. disse...

PORA AMIGA:

Fui ver bem do que se trata e, realmente, não me "cheirou a correntes".

Estou grato e honrado por te teres lembrado de "O Sino da Aldeia" porque avisar é preciso (acima de tudo mas não só...)
E, se chegar a meia duzinha de pontos já fico muito satisfeito. Aceito este brincadeira com total espírito olímpico.

Um grande abraço.

Meg disse...

Vês, Porca, amiga. Até aqui, o voto de uma Porca vale mais que o voto de uma Melga...
Que ontem levei com uma carga de Dum-Dum, que não queiras saber!
E está lá escrito VOTAÇÂO, não está escrito PRÉMIO.
Do you understand what I mean?
Bom, agora quero agradecer-te a lembrança e as palavras amigas. Sempre me aliviaram um pouco do Sheltox...

Meg disse...

Ainda sob os efeitos do Dum-Dum, que isto não passa assim tão depressa, esqueci-me de te deixar um abraço

amigo

Rendadebilros disse...

Corrente ou não, aqui deixo o meu agradecimento... a minha vénia à tua lembrança e um beijo...

( A "Domus Municipalis" ficou de fora como a Sé da Guarda e outros de que agora não me lembro... porque a votação para a escolha das 21 das quais sairão sete foi feita sem grande publicidade , creio eu e as pessoas de cada localidade não se mobilizaram; para as sete maravilhas do mundo já estão excluídas as Pirâmides , a única maravilha das antigas que ainda sobrevive , mas e porque o Cristo lá do Brasil vai ter votantes imensos é muito capaz de ficar entre as sete... e eu torço um bocado o nariz ... ou a Torre Eiffel mas da Península Ibérica , já que não havia nenhuma portuguesa, não ficará entre as sete a Alhambra... que resume tanto da nossa História ... e é tão bonita... mas isto sou eu contigo numa conversa sem sentido no meio dos "índios" ...)

Beijos.

Porca da Vila disse...

Olá Meg,

Não te rales. O nosso amigo do 'Dum-Dum' já repensou a posição inicial e está tudo bem agora.

Xi da Porca

Porca da Vila disse...

Olá RendaDeBilros,

Não tens que agradecer. Seria grave falta minha não me lembrar de ti e do 'Que Conversa'.

Quanto às maravilhas, seja do mundo, seja de Portugal, ou está tudo doido ou campeia a incompetência. Ou ambas as coisas. Fazem-me lembrar a imbecilidade que foi a eleição do Salazar e do Cunhal naquela fantochada asquerosa de há uns meses atrás.

Xi da Porca

Rendadebilros disse...

Vai lá então tu agora ao meu sítio ... tens PRÉMIO!

Beijos.

Luikki disse...

um abraço de agradecimento!

Kaotica disse...

Obrigada pela distinção.

Um abraço

Retratos